Manteiga pode medir poluição



Um estudo promovido em parceria entre o Greenpeace e a Universidade de Lancaster da Inglaterra revelou um novo método de medir os focos mundiais de poluição do ar, a análise da manteiga. De acordo com eles, muitos POPs (poluentes orgânicos persistentes), como PCBs (bifenilas policloradas), dioxinas e alguns pesticidas, carregados pelo vento acabam caindo nos pastos que servem de alimento às vacas, responsáveis pelo ingrediente que compõe aproximadamente 80% da manteiga, o leite.

É em sua gordura que os poluentes se acumulam, acabando em nossas mesas. Kevin Jones, um dos envolvidos no estudo, afirma que os poluentes contidos no alimento não demonstram oferecer riscos à saúde, pois encontram-se em pequenas quantidades, e que as amostras de manteiga produzidas em diversas partes do mundo podem ajudar os ecologistas a encontrar os principais pontos expostos à emissão de POPs.

As análises feitas com manteigas de 23 países revelaram que os produtos da América do Norte e Europa continham mais PCB, enquanto que o hemisfério sul apresentava níveis reduzidos. A quantidade de PCB encontrada nos alimentos variou de 110 a 3.330 picogramas por grama de manteiga (um picograma é a trilhonésima parte de um grama).

Fonte: Terra Curiosidades

Postar um comentário