Cientistas britânicos criam bolhas que carregam imagens e cheiros


O estouro da bolha das empresas do setor de tecnologia já foi por demais comentado, mas, agora, cientistas da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, acreditam que sua tecnologia de produzir bolhas que carregam imagens e cheiros pode ter um futuro promissor.

O equipamento SensaBubble produz bolhas capazes de transmitir mensagens curtas, exibir cores e exalar odores quando são estouradas.

O homem por trás da tecnologia, professor Sriram Subramanian, do departamento de Ciência de Computação, diz que o maior objetivo da equipe que desenvolveu o sistema é criar superfícies para transmitir informações.

"Estamos interessados em criar experiências novas e incríveis para as pessoas. Pense no seu laptop ou telefone. Você não pode enfiar o dedo na tela", diz.

A tecnologia está atraindo o interesse do setor de alimentação em shopping centers. O professor imagina um futuro em que uma rede de padarias soltará bolhas pela praça de alimentação contendo por exemplo cheiro de enroladinho de salsicha para conquistar clientes.

Por outro lado, a técnica de propaganda pode se tornar em um pesadelo de cheiros competindo pela preferência dos consumidores.

Autor: Rory Cellan-Jones, Correspondente de Tecnologia, BBC News
Fonte: BBC Brasil

Postar um comentário